O que é ciclo de vida de um produto?


Não somos os únicos que possuímos um ciclo de vida – nascimento, crescimento, envelhecimento e morte. Os produtos que compramos também passam pelo mesmo processo que impacta (e muito) o meio ambiente.

Tudo começa na extração da matéria-prima que é necessária para a fabricação de um determinado produto, e termina com o seu descarte. Na prática, o material que é retirado da natureza passa por um beneficiamento industrial que o transforma no produto final, que é distribuído para os pontos de vendas. Em seguida, temos o consumo propriamente dito e, por fim, o descarte no momento em que ele é jogado fora – quando não é separado para reaproveitamento ou reciclagem.

 

O poder do consumo

O nosso poder de consumo é exercido muito antes do ato da compra. Ser capaz de escolher produtos, serviços e empresas fornecedoras que contribuam para uma condição de vida ambientalmente responsável e socialmente justa é um ato de cidadania.

Estudos da organização Global Footprint Network indicam que o ritmo de consumo do mundo já ultrapassa em 50% a capacidade de reposição dos recursos naturais. Já que é praticamente impossível deixar de consumir, realizar escolhas responsáveis, considerando o longo percurso que um produto faz até chegar às prateleiras dos supermercados se faz cada vez mais necessário – e urgente.

Em tempos de crise, pesquisar produtos mais baratos é essencial, mas e quando determinada peça é vendida muito abaixo do valor de mercado, você não desconfia? Pois é, atrás de uma ótima “pechincha” pode haver muitos problemas em sua cadeia produtiva, como trabalho escravo, exploração infantil, desmatamento de florestas, uso indevido da água, e por aí vai. Por isso, quando jogamos algo no lixo, estamos descartando também tudo aquilo que foi utilizado para a sua produção, desde a energia para extração da matéria-prima até o combustível usado pelos veículos que o transportaram até o supermercado.

Reúso – uma das soluções

Foi-se o tempo em que as empresas produziam a qualquer custo e suas responsabilidades terminavam no “balcão” de venda. Com a crescente preocupação ambiental, cada vez mais as empresas investem no desenvolvimento de processos inteligentes e responsáveis de reaproveitamento de materiais que compõem um produto, dando início a um novo ciclo de vida sem a necessidade de extrair novos recursos naturais. Um bom exemplo é a embalagem cartonada, aquelas que acondicionam sucos. O material é composto de papel cartão (75%) e polímeros (21%), componentes 100% recicláveis e que geram 34% menos emissão de CO2 – que é um dos gases que contribui com o efeito estufa.

Em sua próxima compra no supermercado, que tal ficar atento aos rótulos e escolher produtos que respeitem os recursos naturais e contribuem para o bem estar social? Boas compras conscientes!

 

 

 

 

 

 

 

Fontes: Global Footprint Network, Associação Brasileira de Embalagem, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT, Instituto Akatu, Associação Brasileira de Ciclo de Vida (ABCV).

 


O que é ciclo de vida de um produto?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>